terça-feira, 30 de março de 2010

Entrevista - Marcos Torrigo


Labirintos em Chavin de Huantar


Marcos Torrigo - escritor, editor, estudioso de magia, ocultismo e xamanismo - tem também a vida multifacetada de alguém que nunca pára no mesmo lugar e dá vazão à sua inquietude espiritual e mental na procura por responder os insondáveis mistérios da vida.

O autor de sucessos como “Vampiros – Rituais de Sangue”, e “Universo Holográfico” nos conta aqui um pouco sobre sua vida e sobre as paixões que o move. Apreciem e aprendam.

MD: Torrigo conte-nos um pouco sobre o seu inicio na espiritualidade e na magia, como tudo começou?

MT:Quando criança eu escutava sons e tinha algumas visões. Isso me deixava bastante inquieto e apreensivo. Na adolescência a curiosidade superou o medo e comecei a ler a respeito e tentar orientar os fenômenos.

MD: Como um ativo andarilho, uma pessoa que viaja muito pelo mundo afora, à procura de mistérios insondáveis e diversão, diga, qual foi a experiência que mais o marcou?

MT: Por incrível que possa parecer, a experiência mais marcante aconteceu em um “sonho”. Eu estava na casa de uma namorada há alguns quilômetros da minha. Em um dado momento da noite eu tive um sonho lúcido, sabia que estava sonhando. Nele eu falava uma frase em hebraico ligada a Sephira Tiphareth, a minha volta uma escuridão total, mas meu corpo irradiava luz dourada. Em um dado momento fui atacado por uma criatura que lembrava um demônio, no momento do ataque eu gritei: “mãe!” Automaticamente surgiu um anjo. Fiquei espantado por sua aparência. Um anjo clássico como saído de uma pintura de Gustave Doré. O anjo subjugou o demônio e me informou o nome do ser demoníaco, dizendo que de posse do nome eu teria poder sobre ele.


Acordei, mas não conseguia me mexer devido à catalepsia.
No dia seguinte fui surpreendido ao chegar em casa. Minha mãe disse que acordou com um grito no meio da noite, e meu irmão com o seu quarto no fundo da casa bem distante da rua, também acordou e disse: - Estão assaltando o Marcos em frente de casa. - Só que ao sair na rua não havia nada. Só minha família escutou o grito, nenhum vizinho ouviu.

MD: Que dicas você daria para quem quer se arriscar num caminho tão tortuoso e cheio de surpresas como a Magia?


MT:Saiba que o contrario de uma verdade não é necessariamente uma mentira, pode ser outra verdade. E o universo é um grande teste de Rorschach.




Homem Jaguar em Chavin de Huantar

MD: Como você enxerga e reage frente às mudanças dramáticas que estão ocorrendo em nosso planeta?

MT: O que mais me preocupa é o impacto da espécie humana na natureza. Somos responsáveis pela extinção de centenas de espécies, além de provocarmos o aquecimento global que traz mudanças bruscas para todos os ecossistemas do planeta.

Parafraseando o filme do Spike Lee: Faça a Coisa Certa. Tento viver causando o menor impacto, não tenho filhos e nem pretendo tê-los, uso carro o menos possível, em casa reciclamos etc., mas o mais importante é a visão de conjunto, entender o planeta como algo vivo, Gaia (Lovelock).

MD: Qual é a sua opinião sobre a relação Drogas e Espiritualidade? Aqui me referindo não só ao uso de drogas ilícitas, mas a qualquer coisa que possa ser utilizado com instrumento de alteração da mente, como o Daime, por exemplo, ou mesmo a Datura e outras plantas de poder utilizadas por índios e xamãs no mundo inteiro?


MT:É importante salientar que por trás do rotulo drogas estão substancias químicas diversas e que atuam no organismo humano de múltiplas formas. Colocar o crack e o Daime (ayahuasca, yagé, uni etc.), um composto a base de triptaminas, no mesmo rótulo é um preconceito terrível que muitas vezes é perpetrado tanto pela mídia quanto pelas autoridades.
O termo enteógeno cunhado por Carl Ruck e R. Gordon Wasson que significa numa livre tradução a manifestação interior do divino é preferível quando tratarmos de substancias tradicionais, empregadas com finalidades religiosas ou de expansão da consciência.

O autor na floresta amazônica colhendo a chacrona (uma das plantas utilizadas no preparo da ayahuasca)

Tomando como exemplo a ayahuasca, ela é usada por varias etnias indígenas há séculos e atualmente por igrejas estabelecidas legalmente. Sem falar das importantes pesquisas tratando dos benefícios da beberagem na cura de alcoolismo ou no combate à depressão como a que é feita pela USP. Países como o Peru reconhecem a importância cultural da ayahuasca tornando-a patrimônio cultural.
Para não me alongar em demasia sugiro a leitura do meu artigo “As Portas da Percepção estão abertas...”
Enteógenos, drogas, psicodélicas e a ânsia pelo infinito.
http://www.tribosdegaia.org/marcostorrigo/torrigo07.html

Veja abaixo alguns livros do autor. (Clique na imagem para ver o link).




Vampiros





Universo Holográfico

Esta foi uma pequena entrevista com alguém que tem muito a nos ensinar, espero que tenham gostado.

Até a próxima!

M.´.

4 comentários:

  1. saudações frater marco.quero comprar o tarot de crowley.vc pode ajudar-me? vc sabe como adquirir o referido tarot? abraços F.BABALON e-mail= senhorluz2009@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. OLA MARCOS EU SOU UMA CRIANÇA DE 11 ANOS QUE AMA VAMPIRO MESMO ELE SENDO ALGO RUIN MAS SO QUERO SABE SE VC ACREDITA SE ELES ESSITEM .TENHO UM LIVRO ESCRITO POR VC CHAMA : VAMPIROS , ORIGRM , LENDAS E MISTERIO EU NAO SEI PQ MAS EU GOSTO DE VAMPIROS ME RESPONDA SE VC ACREDITA SE ELES EXISTEM ACRADEÇO

    ResponderExcluir
  3. Meu jovem, vc que tem 11 anos... sim, eles existem e das mais diversas formas, porém você é um pouco novo demais para estudá-los. Não o desencorajo, mas aconselho que aguarde ainda alguns anos antes de empreender qualquer estudo nessa área, ok?

    Grande Abraço...

    M.´.

    ResponderExcluir
  4. obrigada MARCOS pela resposta acradesooooo muito mesmo pela responta sou uma grande fã sua muito obrigada

    ResponderExcluir

Olá, deixe aqui sua mensagem, crítica, sugestão ou elogio. No final, cada palavra dita é importante e serve para aprimorar a informação fornecida pelo autor.

Obrigado.

M.