quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Vampirismo Real - estudo de caso.



Olá a todos!
Faz um certo tempo que não posto nada aqui né?

Pois bem, final de ano, até meados do outono, costumo refletir e ponderar minha vida no geral. Enfim, faço uma revisão em todos os sentidos.

E nestes dois últimos anos muitas coisas mudaram rapidamente na minha vida.

Mas enfim, não estou aqui para falar de mim, e sim informar.

O assunto hoje é VAMPIRISMO.

Por que este assunto?

Porque vejo crescendo uma certa onda, modinha talvez, que pode vir a ser muito perigosa para os menos desavisados. Sem querer colocar medo, mas já colocando, vampirismo é um dos assuntos mais sérios que se pode tratar no campo do ocultismo e da espiritualidade.

Enfim, vamos lá.



A coisa tinha dado uma guinada com umas novelas, livros e tals, depois sumiu do cenário. Voltando a crescer com o lançamento de romances como Crepúsculo, Diários do Vampiro (Vampire Diares) e True Blood. Nem vou citar aqui os maravilhosos livros da Anne Rice.

Todos sabem, ou pelo menos quem me conhece a um certo tempo, que a alguns anos mantive um site sobre vampirismo real no ar. Cheguei a ser entrevistado por algumas mídias e ganhava muitos vips para festas góticas (essa não era a melhor parte) ;).

Então, tudo o que está abaixo é fruto da minha própria experiência no assunto.

Para facilitar, pedi para algumas pessoas fazerem perguntas clássicas sobre vampirismo para que eu pudesse responder da melhor maneira possível.

Espero que você que agora lê, goste.

OBS: Sendo o vampirismo um fenômeno que acontece em todas as épocas da história e em todas as regiões do planeta, algumas sem comunicação alguma com outras, é indiscutível a sua realidade. Não consigo entender, por exemplo, a insistência de alguns autores, estudiosos, e praticantes de ligar o "fenômeno" vampiro às coisas e estilo de vida obscuros, como o gótico. É preciso que haja uma real abertura de mentalidade para entender que este fenômeno pode ocorrer em qualquer lugar e com qualquer pessoa, independente de estilo de vida, classe social, sexo e idade.

Arnold Paul (um dos maiores casos já documentados de vampirismo) era um soldado do leste europeu e teve contato com canibalismo na frente de batalha. A história é longa e vale a pena ser contada numa outra ocasião.

Sem contar os casos ocorridos na roça, no litoral, e na igreja. Sim, existem padres envolvidos.

Mas, escrever sobre vampirismo é pisar sobre ovos, porque, apesar de toda a veracidade e extensão do assunto, as pessoas, menos desavisadas, principalmente as mais céticas, insistem em delegar ao tema um caráter místico e ficcional. Como eu dizia num dos textos do meu site: "Não acredita? Então vai estudar no vampirismo, na umbanda... "  Estes são só alguns lugares que tratam o assunto seriamente, mesmo que com o intuito de combatê-los.
Existem também aqueles que estudam seriamente com o intuito de descobrirem sobre si mesmos e sobre que condições suas vidas são regidas. Este é o meu caso, foi assim que acabei me envolvendo com este "modo de vida", digamos assim.

Sendo assim, muitas pessoas vão torcer o nariz (e como vão torcer) com o que eu escrever aqui. Mas prefiro ter a consciência limpa informando do que ver os quartos dos hospitais psiquiátricos lotarem de pessoas que mexeram com algo que não deveriam ter mexido.

Para não me estender muito, vamos as perguntas, ao final colocarei alguns links que considero úteis para quem quer se aprofundar, estudar ou praticar o tema proposto.

Vampiros existem? (Clássica!!!)

R: Existem.

Por que a ligação de Vampirismo com Satanismo e outras coisas ditas "do mau" ?

R: Também não consigo entender, uma vez que o vampirismo é um fenômeno que ocorre pelo menos a alguns milhares de anos, e é descrito em diversas sociedades, desde as mais pequenas até as maiores, como os Egípcios, Hebreus, Astecas e Maias, incluindo aí a China e o Japão.

Sua ligação com o Satanismo e o mau na verdade ocorreu devido a ascensão da igreja católica em algumas regiões, pois tudo o que não estava de acordo com a nova fé, era automaticamente rebaixado a categoria de demoníaco e mau. (Lembrete: O demônio como nós conhecemos é uma invenção puramente católica, existem livros e fontes historiadoras mais que suficientes provando este tabu).

Hoje o vampiro é associado a estes temas somente na comunidade gótica. Fora dela o vampiro pode ser associado com a cura por exemplo. (Vide a Cura Prânica, onde o curador RETIRA a energia ruim do paciente e COLOCA a sua própria com a finalidade de restaurar o equilíbrio espiritual e físico).

O que é na verdade um vampiro real?

R: Fugindo da ficção e entrando no terreno do real, o vampiro é todo o ser que não tendo capacidade de gerar energia vital suficiente para manter a própria vida, se vê obrigado a retirar esta energia de outras fontes, principalmente a humana (Vampiro Inconsciente). O vampiro real pode ser também o contrário, um ser que tendo a capacidade (nata ou adquirida) de manipular a força vital (Prana, Chi, Ki, Sangue) se utiliza desta capacidade para prejudicar (sugar, drenar) ou auxiliar (curar) as pessoas em diferente níveis (Vampiro consciente).


Esse negócio de dormir em caixão, sair a noite, não gostar do sol, crucifixo, alho, é verdade?

R: Partindo da época da Santa Inquisição, quando todo e qualquer inimigo da igreja era obrigado a se esconder nos mais imundos lugares, como um cemitério por exemplo, sim, em parte é verdade. Mas, nos dias de hoje, onde a tolerância religiosa predomina (Sim, nos EUA o vampirismo é uma religião devidamente registrada e autorizada a constituir cultos e templos), muitas pessoas que se identificavam como vampiros(as) saíram do armário. E hoje você pode encontrar um vampiro em qualquer lugar, até mesmo na praia num dia ensolarado, ou na mesa ao lado no seu local de trabalho.

Vampiros reais bebem sangue?

R: Partindo de que a energia vital está em todo lugar, principalmente e em maior quantidade no sangue, Sim, vampiros reais podem tomar sangue. Mas não do jeito que é mostrado em filmes ou livros e nem em grande quantidade. Conheço vampiros que são sazonais, precisam de pequenas doses de sangue a cada seis meses por exemplo. Um caso destes foi mostrado no documentário "Real Vampires" da National Geographics. Porém. alguns grupos envolvidos com vampirismo não recomendam o consumo de sangue por vários motivos, principalmente a transmissão de doenças. Afinal, já que a energia pode ser retirada praticamente de qualquer coisa, qual é a real necessidade de sangue? Enfim, tem gente que acha que é questão de sobrevivência e tem gente que acha que é questão de gosto ou fetiche. Particularmente não acho nem um nem outro.

Vampiros andam em grupos ou bandos?

R: Apesar de existirem muitos grupos e ordens ao redor do mundo voltadas para o estudo e prática do vampirismo, estão todos ou quase todos inseridos na cena gótica ou obscura de estilo de vida. Sendo assim, você só vai ver vampiros em bando nos lugares que essa galera freqüenta. Vampiros realmente de assustar, andam sempre solitários ou em grupos completamente reduzidos, justamente para não chamar a atenção, nem para si, nem para o grupo.

E esse negócio de RPG?

R: Prefiro nem comentar. Basta saber que RPG é um jogo e tudo que vem dele, apesar de boas bases não passa de ficção.

Como alguém se torna vampiro? (Adoro essa clássica!!!)

R: De acordo com grupos como a Comunidade Awake o vampiro, dada sua condição explicada  mais acima, nasce vampiro. Lembro que já tive discussões acirradas com a Nexus Polaris (fundadora do Awake) porque tenho como teoria que o vampiro não precisa necessariamente nascer nesta condição e pode sim ser criado ou "transformado"  de várias e diferentes maneiras. Mais abaixo conto um caso recente de um falecimento em que o falecido se tornou um vampiro (daqueles de dar medo) depois de morrer. Mas o processo começou ainda em vida devido a um câncer.


Onde posso aprender mais sobre este assunto titio Marco?

R: Minha amadas criancinhas das trevas (lembram? era assim que eu começava todos os meus textos), abaixo seguem os links com pequenas descrições do que eles representam.

Você pode contar o caso agora?

R: Posso, vou dar uma resumida para que vocês entendam a essência, que o vampirismo é real, e pode ocorrer em qualquer lugar.

Não vou citar nomes para não constranger os envolvidos, mas basta que vocês saibam que eu estive presente em várias ocasiões. Portanto atesto o ocorrido.

C. era uma pessoa forte e robusta, nunca teve nenhum problema de saúde até descobrir uma úlcera que evoluíra para câncer de estômago. Teve que ser operado e retiraram quase todos os órgãos que compõe a região do chakra do Plexo Solar (responsável por gerar e gerenciar a força vital no corpo humano).  Ou seja, de um dia para outro ele teve o seu "gerador" arrancado e teve que se adaptar. Passou a atacar as pessoas mais próximas de maneira muito rude, e melhorava visivelmente o astral enquanto as pessoas ao seu lado ficavam tristes e cabisbaixas devido ao seu estado. Mesmo estando praticamente oco por dentro, conseguiu se manter vivo por quase um ano através das quimioterapias.
Após um certo período faleceu. E as últimas notícias que tive dele através de uma médium é que estava em estado de revolta, sem luz e tentando a todo custo manter contato com a esposa que ficou aqui deste lado.

Parece um caso simples, mas não é. É clara a transformação um pouco antes e depois da morte do corpo físico. Seria interessante você que lê este texto, procurasse estudar e pesquisar e depois tirar suas  próprias conclusões através da comparação com este caso.


APÊNDICE A: ( Links Úteis)

Comunidade Awake: http://www.awakebr.org
Grupo fundado por Nexus Polaris em Curitiba com o intuíto de auxiliar as pessoas que alcançando um estado de "despertar" se viam na condição de vampiros. É um dos grupos mais sérios em língua portuguesa.

Temple of the Vampire: http://www.vampiretemple.com
Ordem norte americana muito séria e antiga. É um dos grupos mais sérios atualmente.

Ordo Sanctum Vampirii (OSV) http://www.ordosanctumvampirii.blogspot.com - Ordem nacional de cunho místico filosófico voltada parra o estudo e a prática do vampirismo do tipo sanguinarium.

Sanguinarium: http://www.sanguinarium.net
Comunidade criada por Father Sebastian Todd, um dos mais antigos vampiros  em  atividade nos EUA. Seus textos são claros e precisos e devo confessar que eram minha fonte preferida de pesquisa a uns 10 anos atrás.

House Quinotaur: http://www.house-quinotaur.org
Entidade fundada na condição de Casa Vampírica, e procura reunir os mais sérios grupos sobre o tema ao redor do planeta. A comunidade Awake por exemplo é o seu representante nos domínios da América do sul. Mantive contato durante muitos anos com Narradas, um dos fundadores da House Quinotaur.

House Kheperu: http://www.kheperu.org
Uma das casas mais tradicionais, fundada por Michele Belanger , que também escreve junto com Father Todd.

APÊNDICE B: (Livros)

Vampiros - A Verdade Oculta
Autor: Konstantinos
Editora: Madras

Sociedades Secretas - Vampiros
Autor: Michele Belanger
Editora: Universo dos Livros

Vampiros - Rituais de Sangue
Autor: Marcos Torrigo
Editora: Madras  (primeira edição esgotada)
Editora: Matrix

Os livros indicados acima são o que já de mais sério em estudos sobre o vampirismo e são relativamente fáceis de se encontrar. Não cito aqui os livros espíritas por fugir ao tema, mas existem aos montes. Também não cito livros como o "Manual Prático do Vampirismo" do Paulo Coelho, por também fugir ao assunto deste texto. Sendo assim, se tiverem novas perguntas por favor, fiquem a vontade.

OBS: Não cito aqui grupos como a Ofinina Vampyrica por fugir COMPLETAMENTE do contexto de vampirismo proposto por este singelo artigo. No entanto devo frisar a influência que seu líder Lord A tem no meio onde atua, ou seja, o meio gótico. Como disse antes, vampirismo de verdade mesmo, é muito mais extenso e complexo do que o simples exposto aqui ou em outras obras, mas espero ter ajudado em algo.

Até a próxima minhas criançinhas de coração negro.

Pra quem não lembra, meu primeiro site era o Lâmia: www.lâmia.hpg.com.br  e logo depois mudei para o www.vampirismoreal.cjb.net .

Ambos os sites não existem mais. Porém tenho todo o material, se precisarem, cedo com prazer. Conhecimento é pra ser divulgado.

OBS: Desculpem os erros de português, não tive o tempo necessário para revisar o texto.

M.'.


16 comentários:

  1. Muito bom o texto. Escrito de maneira a tratar do assunto de maneira simplificada e direta. Creio que um bom começo para muito mais coisa que está por vir.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post Marco, estou te acompanhando faz quase uma década, aprendi bastante com seus escritos, apóio muitas das tuas teorias também.
    Escreva mais vezes.
    Abração
    Mateus P.'.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post Marco, eu não sabia nada disso, o problema é que agora to curiosa, quero saber mais rsrsrsrs, pra mim vampiro era só ficção, ouvi falar disso mas pensei que era bobagem, mas agora vindo de vc mudei o meu jeito de ver. Parabéns!

    Abraço!

    Vanessa Tironi

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. 31x3...
    Ahhh que maravilha!!! Estava esperando por isso, caramba esperei até o fim do ano... pra ler um destes... Adoro teus escritos amigo, gostei que deixou bem claro: "Mas prefiro ter a consciência limpa informando do que ver os quartos dos hospitais psiquiátricos lotarem de pessoas que mexeram com algo que não deveriam ter mexido". "...vampirismo é um dos assuntos mais sérios que se pode tratar no campo do ocultismo e da espiritualidade..."

    Essa modinha vai trazer alguns problemas num futuro bem próximo, que bom alguem escrever sobre isso, pena que essas advertencias não vão na sinopse dos filmes "pops", rsrsrsr

    É isso aí, Marco, parabéns pelo texto.
    Abraço forte amigo!

    Alexandra Maitê P.'.

    ResponderExcluir
  7. Com Vai Senhor Damaceno?

    Pelo que noto, o Sr ainda passa só uma parte do que sabe, ao menos é melhor do que o Torrigo que só passava o que não sabia , e ainda sim, de forma imcompleta.

    De qualquer forma foi um prazer revê-lo.

    Obs:. Sim eles existem realmente, no entanto, eu diria que ninguém chega a ter razão , e todos tem uma parte dela.

    Porfirio Marinho Balieiro

    ResponderExcluir
  8. Porfírio, valeu pelo comentário meu caro, to com saudades dos nossos papos, quando der, manda um e-mail e vamos manter contato!

    ResponderExcluir
  9. INTERESSANTE ESSE TEXTO BEM Q EU DESCONFIAVA Q A VERDADEIRA HISTORIA DOS VAMPIROS SERIA BEM DIFERENTE DAS FICÇÕES

    ResponderExcluir
  10. Foi uma postagem muito interessante. Me faz pensar na época em que comecei a sentir sentimentos de pessoas dentro de mim, do nada. Hoje isso sumiu, mas me pergunto o porque isso aconteceu. Quando estava relaxado, conseguia ouvi-las, mas se me concentrava, encontrava somente meus pensamentos tentando se "passar" por outras pessoas. Hoje isso sumiu, pergunto-me se se deve ao crescente ceticismo que me invadiu...

    ResponderExcluir
  11. Caro Anônimo, o que o faz pensar que poderia ser seus pensamentos tentando se passarem por outras pessoas? Acredito que você deveria ir mais a fundo na sua pesquisa, poderá encontrar coisas maravilhosas, e acredite, o ceticismo crescente faz parte do caminho também. Só crer, sem duvidar, não leva a lugar nenhum a não ser ao fanatismo. A dúvida é que te leva a questionar e a provar. Abraço e obrigado pelo comentário!

    ResponderExcluir
  12. Muito bom as suas explicações, e pensar q já cheguei a ter medo de vc na época do "lamia". Teu relato me fez lembrar qd eu e mais dois amigos invocamos um colega q morreu de câncer através do jogo do copo (fizemos de zuera). Resultado: a alma penada ou q tinha sua aparência, me encontrou fora do corpo e me seguindo até o corpo, cochichou no meu ouvido que eu deixaria ele gordinho, etc. Foi um ano de fraqueza e depreção com várias tentativas de posseção (sem sucesso devido a forte imaginação do pentagrama do rubi estrela dentro da minha cabeça). Tudo acabou quando fui parar num templo de umbanda meio q contra a minha vontade de tanto um amigo insistir, sem ao menos suspeitar do meu problema. Obrigado pelas suas informações, mas sinto saudades de seu diário no antigo "lamia".

    ResponderExcluir
  13. Melkor, valeu pelo carinho cara! E é muito interessante este seu caso, parecido com alguns outros que vi por aí ao longo destes anos. Se tiver facebook e msn fica a vontade pra me adicionar: www.facebook.com/madsantana ou marco.damaceno@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. eu tenho uma pergunta : é verdade que o vampiro se torna imortal?
    e para vc se tornar vc tem que beber o sangue deles ou algo parecido??

    ResponderExcluir
  15. olá,sou exatamente louca por vampiros de tanto pesquisar sobre eles eu acabei encontrando um Ritual chamado:Ritual de Nosferatos,que tem como intuito invocar um vampiro antigo para fazer uma suposta transfomação me diga sobre esse ritual?

    ResponderExcluir
  16. Oi Anônima, tudo bem? O que vc quer dizer por "exatamente louca"por vampiros. Enfim, existem muitos materiais disponíveis na internet, mas eu nao os recomendaria de todo.

    Se você tem um interesse sério sobre o assunto, procure o livro da Michele Belanger "Sociedades Secretas - Vampiros" da Editora Universo dos Livros. Vale muito a pena a leitura.

    Se quiser, tenho um material bom da Temple of the Vampire, em inglês e mais completo. Me envie um e-mail e falamos mais sobre o assunto: marco.damaceno@gmail.com

    Por hora, obrigado pela leitura do blog! Volte Sempre.

    M..

    ResponderExcluir

Olá, deixe aqui sua mensagem, crítica, sugestão ou elogio. No final, cada palavra dita é importante e serve para aprimorar a informação fornecida pelo autor.

Obrigado.

M.