quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Da Reforma Íntima e da Reforma Exterior


A alguns meses atrás, por vários motivos, eu e minha esposa decidimos realizar uma pequena reforma em nosso apartamento. Digo pequena porque a princípio iríamos retirar os carpetes (velhos) e substituí-los por pisos novos.

Mas, a medida em que o início da reforma se aproximava, percebi também que algo em nós mudava, também estávamos em reforma interior. Foi então que lembrei de um antigo ditado que dizia que a reforma íntima começa com pequenas atitudes exteriores, como por exemplo, doar as roupas que já não se usa mais, abrindo, de acordo com a lei das correspondências, espaço para que o novo possa entrar.

O resultado disso tudo é que agora, quase dois meses depois, com a reforma do apartamento terminada, móveis novos, carro novo, e muitas coisas novas acontecendo, tenho cada mais vez mais certeza de que uma reforma íntima de proporções cósmica aconteceu em nossas vidas. Dá pra sentir nosso nosso olhar, em nossos atos, nos nossos filhos e ao nosso redor.

Mas, enfim, por que estou te falando tudo isso?

O motivo é simples: Quando você quer algo de coração, tenha plena certeza de que o universo todo conspira ao seu favor. 

Para que estas coisas ( reforma, emprego, carro, novas experiências) acontecessem, coloquei em prática pequenos ensinamentos que venho recebendo ao longo dos anos. Afinal, eu, como todo bom Thelemita pago pra ver, e não crítico e nem apoio nada que eu realmente não tenha experimentado na minha vida diária.

Do que eu estou falando? Bom, estou falando dos pequenos princípios da lei da atração, do tal do segredo que todo mundo fala por aí, virou livro, filme, moda, mas ninguém coloca em prática.

Lembrem-se, a primeira e mais importante lição para que as coisas comecem a mudar na sua vida e, melhorar de verdade, é aquela que diz "livre-se do velho para que o novo possa entrar", e esta eu complemento dizendo "comece a reforma interior mudando algo no seu exterior", só assim, como num ciclo vicioso ou uma bola de neve que cresce enquanto rola montanha abaixo, as coisas mudam, primeiro em pequenos detalhes que talvez você nem perceba, depois, mais tarde, como num passe de mágica, tudo ao seu redor muda.

Vale a pena tentar.

Experimente, e depois conte aqui nos comentários a sua experiência.

Abraços Fraternais!

Marco Antonio Damaceno.´.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe aqui sua mensagem, crítica, sugestão ou elogio. No final, cada palavra dita é importante e serve para aprimorar a informação fornecida pelo autor.

Obrigado.

M.