sexta-feira, 15 de junho de 2012

Série Enteógenos - Sálvia Divinorum ou "A Erva dos Deuses"





Como sempre, vamos iniciar este post citando a Wikipédia, segundo o site de pesquisa e informações: "A Salvia divinorum é uma espécie Sálvia. Existem cerca de 900 espécies de sálvia, que incluem um grande número de plantas ornamentais e também a Salvia officinalis, usada na culinária. O gênero Salvia pertence à família da hortelã Lamiacae (anteriormente conhecida como Labiatae), que também inclui ervas familiares como o orégano e o basílico.

O termo Salvia divinorum traduz-se literalmente como "erva divina". A planta também é conhecida por termos mais populares, tais como: Ska (Maria) Pastora, folha da pastora, menta mágica, sava, hierba de los dioses, etc. É oriunda de uma pequena área em Oaxaca, no México, onde cresce na área montanhosa dos índios Mazatecas. A Salvia divinorum é uma planta perene que cresce entre 1 a 2 metros, e encontra-se normalmente em locais úmidos e à sombra. Os caules são angulares e ocos. As folhas são verde escuras, com 15 a 20 cm de comprimento e pontas dentadas. A planta floresce esporadicamente entre Outubro e Junho, e dá flores azuis ou brancas."

Já faz algum tempo que pretendia fazer algumas experiências mais ousadas, e como tenho esposa e duas crianças em casa, não é a qualquer momento que se pode partir para o modo "sonhador" assim tão fácil.

Deste modo, tomei a decisão de fazer a experiência ou na madrugada ou na parte da manhã, com as crianças na creche e onde o silêncio no bairro onde moro impera. Afinal, a noite, com os funckeiros pulando pra cá e pra lá como baratas tontas, conseguir uns minutos para meditação realmente séria é quase impossível.

Outro aspecto dizia respeito ao modo como iria utilizar a substância. A Salvia é vendida, por exemplo, na Galeria do Rock, em forma de extrato para se fumar em cachimbo. Também pode ser encontrada na internet, além do extrato para fumar, como erva mesmo e também como um extrato que parece um floral (esta foi a minha escolha), afinal pelo que vi nas pesquisas que fiz, fumar não te dá um total controle sobre a experiência da meditação e você pode simplesmente apagar e ter alucinações sem sentido.

Enfim, comprei pela internet o tal extrato, esse da foto abaixo:



Aproveitei também para comprar umas sementes de Argyleia Nervosa, porém estas vou utilizá-las numa outra oportunidade e de preferência na Natureza.

Bom, vamos ao que interessa.

Hoje, sexta feira, dia 15 de Junho de 2012, as 7:11hs da manhã (segundo meu diário mágicko) tomei coragem e fiz um preparado com uma dosagem moderada do Extrato de Sálvia.

Após fazer os três bochechos como recomenda o manual do fornecedor, fiz uma rápida oração e um banimento, tudo mentalmente, e deitei na minha cama, ao lado da minha esposa que dormia. O quarto estava escuro e para ajudar a entrar no clima meditativo coloquei algumas músicas com sons binaurais no celular.

Após alguns minutos no escuro comecei a sentir meu corpo com um leve formigamento, os olhos ficaram pesados e concluí que era hora de assumir o controle e conduzir a experiência em si. Retirei os fones e desliguei o celular. Fiz uma rápida prece para o Aliado da planta, que segundo percebi nas pesquisas é uma entidade feminina.

Não sei quanto tempo se passou, mas, derrepente, de olhos fechados percebi que podia ouvir os sons externos, principalmente os provenientes dos animais de maneira mais clara e próxima. Ouvia maravilhado os cantos dos pássaros como se eles estivessem dentro do meu ouvido. Em determinado momento um passarinho ou uma pomba, não sei ao certo, pois as janelas estavam fechadas e o quarto no escuro, passou lá fora e o farfalhar das asas do bichinho pareceu vir de dentro do meu cérebro.

Então, por pura curiosidade ou impulso, resolvi abrir os olhos. O quarto parecia uma miríade de cores vivas que iam pra lá e pra cá como ondas de energia, fiquei por um momento observando e fechei novamente os olhos.

Foi quando senti uma presença que era claramente feminina, como a presença de uma mãe ou uma avó. Não resisti e abri novamente os olhos, olhei para a minha esposa ao meu lado, ela dormia, calma, e vi que a presença que eu senti, definitivamente não vinha dela. Fechei novamente os olhos e indaguei mentalmente se a presença que eu sentia ao meu redor era o Aliado da Sálvia.

Ao terminar a pergunta, automaticamente uma das ondas de energia que bailava na minha frente parou, veio mais pra perto dos meus olhos (ou pelo menos foi isso o que eu senti) e se transformou num bico de pássaro, esse bico foi crescendo e dando forma a cabeça de uma águia, linda, brilhante em sua forma majestosa. Eu, atento, apenas observava, e após alguns segundos (suponho, pois a noção de tempo simplesmente desapareceu) a águia se transformou de forma suave numa serpente, e pude sentir a presença mais forte, veja bem, ao meu redor.

Neste momento, me entreguei e deixei que a presença me guiasse.

Eu abria os olhos e via as cores dançando na minha frente. Fechava os olhos e automaticamente eu estava no chão de uma trilha numa floresta linda e brilhante, cheia de verde e relva. Porém eu não era algo ou alguém que estava no chão desta trilha. Simplesmente me percebia como parte do chão, como se eu fosse um animalzinho, sendo cuidado pela mãe natureza e que ainda tinha muito que crescer e evoluir. No final, foi essa a mensagem que recebi claramente do Aliado. Meu caminhar rumo à mãe e suas manifestações está apenas iniciando. E é uma longa caminhada. A caminhada de uma lagarta rumo a metamorfose que a transformará numa borboleta para dominar os céus. "O Bater das asas de uma borboleta move os ventos do outro lado do Universo..." Já dizia a frase.

Quase no final da sessão de meditação, quando os efeitos começaram a desaparecer suavemente, ainda sentindo a presença, lembrei de algo que tensiono fazer, um projeto que tenho em conjunto com a minha esposa, uma decisão a ser tomada e um novo caminho a ser seguido. Novamente a águia apareceu e ao bater suas asas alçando voo sua asa direita se transformou na resposta ao que imaginei, e uma voz de mulher disse ao meu ouvido "Segue com fé que seus objetivos serão alcançados..." 

Depois disso não tive coragem para nada mais além de me entregar a um sono tranquilo e reparador.

Quando acordei, me senti muito bem, revigorado, como se fosse uma nova pessoa, enxergando o mundo de uma maneira nova e colorida. E assim estou até agora, quando escrevo este relato. Cheio de gratidão por ter tido uma experiência sem igual.

Para terminar, uma citação que julgo ser bem clara quanto ao seu propósito:

"Quem sinceramente deseja entrar nos ensinamentos dos bruxos, não precisa de guias. Basta um interesse genuíno e culhões de aço. E por si mesmo achará tudo o que for necessário por meio de um intento inflexível." - Carlos Castañeda.



Um grande abraço a todos e intento!

5 comentários:

  1. Muito interessante a linguagem simbólica,como a sequência dos acontecimentos.A àguia também é um dos símbolos do signo de escorpião e representa as Águas Amorosas de Marte.
    Muito bom este floral, fumar ela também é trilegal mas é interessante estar acompanhado, para os iniciantes.
    Quero ver as Sementes de Argyrea Nervosa...
    Jaya!

    ResponderExcluir
  2. A salvia foi proibida no Brasil. Como faz pra conseguir agora

    ResponderExcluir
  3. Foi proibida em 10 de Julho de 2012 pela ANVISA.

    ResponderExcluir
  4. Caramba, que linda tua trip com a salvia!!!! Olha só quanto tempo não entrava no teu blog, fico muito feliz. Ótima escrita. Eu só tive experiencias leves com a salvia, fumando, e fizemos uma tintura de folhas secas dela, só tomei algumas gotinhas, depois de ter usado lótus, era como se eu tivesse dentro de um quadro pintado a óleo... aí foi bem punk, bem intenso. É isso aí, vamos nos falando, adorei o post.

    ResponderExcluir

Olá, deixe aqui sua mensagem, crítica, sugestão ou elogio. No final, cada palavra dita é importante e serve para aprimorar a informação fornecida pelo autor.

Obrigado.

M.