quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Sobre a Fome

"Você minha criança da noite, somente você fez a pergunta pertinente sobre a fome e como ela age.
Vou tentar, utilizando minha própria experiência de vida explicar o que ela é.
A fome é sazonal, e vem em épocas, como as folhas que caem no outono, o cio da loba ou a recaída do dependente.
Porém devo dizer que estes da nova safra, que “despertaram” - odeio esta palavra - e que utilizam somente a mente e o corpo astral para se alimentarem, ah minha doce criança, estes nunca saberão o que de fato é a fome.
Pois a fome vem somente para aqueles que de certa forma foram tocados pelo queimar do doce beijo da morte e tiveram suas almas usurpadas pelo demônio.
Como é doce o gosto do sangue...
E ainda sim, poucos são, de fato, aqueles que sendo atingidos por ela, saberão utilizá-la, realizando aquela alquimia, da qual já falei, a alquimia da carne e do sangue, do sexo e da alma.
Para mim, vem com os primeiros sinais da primavera e do verão. E por isso, caço e me alimento no calor das noites de lua cheia. É uma preferência, como todo caçador tem a sua, eu tenho a minha.
Mas, acho que devo me deter por aqui, pois, minhas palavras, por mais simples que sejam, revelam sutis segredos, dos quais, estes que são como nós, temem comentar. Os mais novos, acham isso um tabu.
Mais uma vez, é o problema destes da nova safra.
Mas, aqueles que, como nós, foram forjados no passar de incontáveis eras e vidas, ah, minha bela, estes sabem o que digo.
Afinal, pra bom entendedor, meia palavra basta."

Frater Ab.´.i.´.Hayat.´. – Memórias da Noite (Texto escrito, porém ainda não publicado).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe aqui sua mensagem, crítica, sugestão ou elogio. No final, cada palavra dita é importante e serve para aprimorar a informação fornecida pelo autor.

Obrigado.

M.